Sobre Recuperação de Dados em (Disk Array, Storage RAID)

 

 

A recuperação de dados em RAID (Redundant Array of Independent Disks), é um arranjo redundante de discos ou mais conhecido como simplesmente RAID, é um meio de criar uma unidade virtual composta por vários discos individuais, com a finalidade de duplicação (redundância, recuperação de falhas) ou balanceamento (operações I/O em paralelo).


A primeira idéia de RAID foi desenvolvida pela IBM em 1978, para melhorar a confiabilidade e segurança de sistemas através de redundância, mas isso não quer dizer que os dados podem ser perdidos, então vejamos:

 

Vejam as situações em que são possíveis recuperar os dados, para melhor esclarecer dividimos em 4 partes:
Problema Lógico Problema Físico Problema Mecânico Problema Eletrônico
  • Ataques por Vírus
  • Formatação Acidental
  • Arquivo Deletado 
  • Perda/Falha da Partição
  • Perda da FAT
  • MBR Corrompido
  • Bad Cluster
  • Sistema não Bootável
  • HDD Error
  • Disk Faild
  • Crash Disk
  • Crash das Cabeças
  • Disco Rígido Morto
  • Erro na Trilha ZERO
  • Bad Sector
  • Medium Error
  • Cabeças não movem
  • Falha Sping
  • Rotação Motor Intermitente
  • Disco Rígido Morto
  • Barulho anormal quando liga.
  • HDD não liga
  • Actuador Voice Coil não move.
  • Cabeças
  • Disco Rígido Morto
  • Queima total do circuito impresso
  • Falha do Pré-Amplificador de Sinal

Além de problemas como:

» RAID Corrompida, Falha da Controladora, Erro Humano, Desastres Naturais (Inundações, Fogo, Raios)

 

 

Breve explicativo dos níveis de RAID que mais são utilizados:

Lembrete: não vendemos estes equipamentos só recuperamos dados.

RAID 0

RAID-0 Junção de dois ou mais discos num único disco virtual. O disco virtual criado tem uma dimensão igual à soma dos discos entregues. Pode ser feito em dois modos: Linear-append e Stripping:

  • RAID 0 Linear
    É uma simples concatenação de partições para criar uma grande partição virtual. Isto é possível se existirem várias unidades pequenas, com as quais o administrador pode criar uma única e grande partição. Esta concatenação não oferece redundância, e de fato diminui a confiabilidade total: se qualquer um dos discos falhar, a partição combinada falha.
     

  • RAID 0 Stripping
    Os dados são subdivididos em segmentos consecutivos ou stripes que são escritos sequencialmente através de cada um dos discos de um array. Cada segmento tem um tamanho definido em blocos. O stripping oferece um melhor desempenho, quando comparado a um disco individual, se o tamanho de cada segmento for ajustado de acordo com a aplicação que utilizará o array.

RAID 1

O RAID 1 é o nível de RAID que implementa o espelhamento de disco, também conhecido como (espelho ou mirror), para esta implementação são necessários no mínimo dois discos. O funcionamento deste nível é simples: todos os dados são gravados em dois discos diferentes, se um disco falhar ou for removido, os dados preservados no outro disco permitem a não descontinuidade da operação do sistema.

RAID 1 oferece alta disponibilidade de dados, porque no mínimo dois grupos completos são armazenados. Conectando os discos primários e os discos espelhados em controladoras separadas, pode-se aumentar a tolerância a falhas pela eliminação da controladora como ponto único de falha. Entre os não-híbridos, este nível tem o maior custo de armazenamento pois estaremos a utilizar dois discos para a mesma informação. Este nível adapta-se melhor em pequenas bases de dados ou sistemas de pequena escala que necessitem confiabilidade.
 

RAID 5


O RAID 5 é frequentemente usado e funciona similarmente ao RAID 4, mas supera alguns dos problemas mais comuns sofridos por esse tipo. As informações sobre paridade para os dados do array são distribuídas ao longo de todos os discos do array, em vez de serem armazenadas num disco delicado, oferecendo assim mais performance que o RAID 4, e simultaneamente, tolerância a falhas.

Para aumentar o desempenho de leitura de um array RAID 5, o tamanho de cada segmento em que os dados são divididos pode ser otimizado para o array que estiver a ser utilizado. O desempenho geral de um array RAID 5 é equivalente ao de um RAID 4, exceto no caso de leituras seqüenciais, que reduzem a eficiência dos algarismos de leitura por causa da distribuição das informações sobre paridade. A informação sobre paridade ao ser distribuída ao longo de todos os discos, havendo a perda de um, reduz a disponibilidade de ambos os dados e da informação sobre paridade, até à recuperação do disco que falhou. Isto pode causar degradação do desempenho de leitura e de escrita.
 

 

 

  

Tipo de File System que é utilizado em RAID e suportamos até o momento:

» Plataforma (Windows, Netware, UNIX e Linux)

 

  • Nota: Caso tenha alguma dúvida, não se precipite contate a área de engenharia para esclarecê-la.

 

 

Nota: Para cada situação de desastre ou perda de dados nós temos a solução correta, não deixe de ler os tópicos importantes abaixo, pois lhe ajudará na escolha correta da empresa de recuperação de dados.

 

 

Solicitar um Orçamento On-line (não cobramos orçamento)

Conheça nossos tipos de atendimento, temos a certeza que um deles irá se adaptar a sua necessidade.

Veja Caso de Sucesso de recuperação de dados em (RAID e STORAGE).

 

© 2013 Data Disk. Todos os direitos reservados.